domingo, 16 de março de 2008

O inimigo está na janela

Mãos geladas, coração acelerado. O inimigo está na janela. Se aproximando aos poucos do vidro. Consigo vê-lo. Sei que está ali. É real. Ele sabe que eu sei que está ali. Será alguma arma psicológica? Será que quer me enlouquecer? Serei sua próxima vítima? Ele está me observando com seu olhar frio e calculista. Como consegue ter duas faces? Como ninguém percebe? Estou sozinho. Não sei o que fazer porque ele está me vigiando, observando. Enquanto houver tinta nessa caneta, folhas de caderno, bom senso e temor a Deus, isso não ficará impune, embora não possa fazer nada. Por que tenho que passar por isso? Por que ninguém acredita em mim? Ele já se foi. Seu reflexo assustador não se reflete mais. Agora não consigo dormir. Ele tem armas, munição. Estou sozinho, com medo. Muito medo. Alguém tem que me ouvir. Alguém tem que perceber os sinais, desvendar o enigma. O que fazer? Temo pelo futuro. Serei considerado louco novamente? Demoníaco para variar? Pontos de interrogação, caneta, papel e o inimigo na janela.

4 comentários:

danieldliver disse...

A Boa Nova: o Rei do Céus está aí, ao seu redor, no ar que circunda seu corpo: Emanuel!

Diogo disse...

"Não estará sozinho em nenhum momento".
"Não temás, pois EU estou contigo".

Ah Deus Abençoe mano!
Se precisar to aqui!
Paz sempre!

Suzana Sotero disse...

Admiro sua coragem de expor tudo isso.E mais enquanto houver esperança, enquanto houver fé que Deus está ao teu lado...ainda há motivos pra seguir.
Deus te abençoe querido.

Faculdade de Teologia disse...

O seu Blog está de Parabéns!

abs!