sexta-feira, 7 de março de 2008

Alienado ou pirado?

A pedido da professora da disciplina história do Direito, comecei a ler o livro "A cidade antiga" de Fustel de Coulanges, e ele me deixou muito confuso.

A igreja, da qual frequento, sempre teve uma postura contrária a comemoração do natal, e eu depois de ler sobre as influências do paganismo nessa data passei a condená-la também.

Para terem noção da situação quebrei todas as bolinhas de natal, pinheiro e afins, por que isso era "fogo estranho" e tinham que ser eliminados o mais rápido possível do nosso lar cristão.

O livro que ainda estou lendo trata da história das civilizações , incluindo os rituais fúnebres até o surgimento do paganismo. Então fiquei sabendo que o ato de enterrar os mortos assim como levar flores, por exemplo, não passa de um costume pagão.

As civilizações gregas e romanas enterravam seus mortos porque acreditavam que, se assim não o fizessem, as almas dessas pessoas vagariam pelo mundo sem destino e se tornariam fantasmas maus, prejudicando na colheita e aterrorizando suas famílias.

Então percebi que no nosso dia-a-dia há inúmeras influências pagãs, desde o funeral, até o bolo de aniversário com as inocentes velas acesas. Seguindo o mesmo raciocínio que me fez odiar o natal, tenho que abrir mão de todos os outros costumes também e isso inclui não ser interrado.

A partir do momento que Constantino colocou a religião Cristã como sendo a oficial, os costumes pagãos e cristãos se misturaram criando um "cristianismo híbrido".

Nós não enfeitamos um pinheiro de natal para homenagear o deus sol, assopranos velinhas por causa da Artemis ou somos enterrados para não viramos fantasmas. Essa é a grande diferença entre os cristãos de hoje e os pseudo-cristãos de antigamente.

Com todos esses argumentos malucos me atormentado, questiono se contrariar todos esses costumes é realmente necessário.

É claro que não quero ser um "alienado" e também não vou mentir para os meus sobrinhos que é o bom velhinho que traz presentes todo anos, só acredito que essa discução teológica e histórica não nos faz ser mais santos ou nos leva a ganhar almas.

Ou ficamos fanáticos não comemorando nenhuma data festiva, tirando toda a simbologia histórica que faz parte da nossa vida, ou nos preocumamos em ir e pregar o evangelho a toda a criatura.

E agora? Alienado ou pirado?

Homens cegos querem te guiar
Você não sabe por onde andar
A religião veio dizer
Viva a sua liberdade
Mas não saia da prisão.
Religiosos hipócritas - Militantes

9 comentários:

danieldliver disse...

Quando eu li esse post, lembrei na hora de algo que postei perto do último natal. Lembrei-me também da obra CRISTIANISMO PAGÃO de Frank Viola. Já leu?
Segue abaixo trecho de Mclaren:

"O amor verdadeiro foi demonstrado em sua plenitude na encarnação de Cristo. (...)

Há muito tempo, os cristãos no Ocidente haviam aprendido a apreciar e até mesmo amar a cultura greco-romana: eles a batizaram, a integraram na herança cristã. Zeus, Apolo, Atena, Pondionísio e Mercúrio não eram demônios a serem temidos, ou ídolos a serem destruídos -- eles eram parte de nossa herança a ser redimida, com rico simbolismo e profundo significado para os cristãos de hoje.

O cristianismo, de igual modo, abraçou muito da cultura do Norte da Europa, encontrando lugar em nossas celebrações de Natal para árvore perene e para o tronco natalino dos escandinavos pagãos, por exemplo. Em seus primeiros mil anos, o cristianismo não buscou substituir as culturas greco-romanas do norte da Europa ou Celtas (de meus ancestrais) pela cultura de suas próprias raízes judaicas; ao contrário, ele buscou (em seus melhores momentos) entrar nessas culturas, redimi-las, transformá-las e preservar tudo o que tinham de valor. Os apóstolos chegaram a essa conclusão em relação à controvérsia da "carne sacrificada aos ídolos" muito cedo na história da igreja. O movimento missionário celta seguiu a orientação apostólica muito bem com relação a isso (embora a igreja romana, na maioria das vezes, não tenha seguido), com um impacto de longo alcance."

Brian McLaren, Uma Ortodoxia Generosa, Editora Palavra, p. 279

http://danieldliver.blogspot.com/2007/12/simbolos-natalinos-uma-perspectiva.html

Priscilla disse...

Bem, Diego, eu por mim não comemorava natal nenhum. Não por sua "origem pagã", mas pelo seu paganismo atual. Qual o significado do natal. Quem é a "estrela" do natal, afinal de contas.

Sobre o outro exemplo que você deu, de enterrar mortos. Mesmo sendo de origem pagão tem uma lógica, né? Higiene. Podíamos adotar o habito de cremar também. Assim ocupamos menos espaço.

Quanto a Zeus, Apolo, Atena... não sei. Acho que precisaria estudar um pouco mais da História da Igreja para falar alguma coisa. Mas nem tudo que alguém escreve belamente em um livro me convém.

Abraços.

http://beadisciple.wordpress.com

mayara disse...

confesso que sempre leio o teu blog
mas hoje tive que vir aqui deixar umas palavrinhas
toda "nova" coisa tem base em outras
se vc procurar provavelmente a cultura e costumes pagãs veio de algum outro lugar
sempre vem!
a maior parte de todas as religiões "adquiriram" costumes pagãs
e nem por isso são pagãs
o pricipal aspecto que é o modo de vida é muito diferente

sempre te disse isso e volto a repetir Diego
não seja tão inflexível
vc é muito rígido e perfeccionista

NADA É PERFEITO

"Achar que está no caminho certo, tudo bem, achar que é o único caminho certo é que esta errado."

vc percebeu isso agora que leu que as raízes de sua religião são pagãs
aqueles que tanto condena. não to falando isso pra falar de sua religião ou a minha.
mas pra falar de vc Diego

to escrevendo isso aqui
não pq sou pagã
mas pq te amo
e vejo muitas coisas erradas

Raphael Rap disse...

Quase tudo de nossa cultura tem uma origem "pagã", não podemos fugir disso.

Devemos sempre nos lembrar que vivemos sob a graça, pouca "importância" tem a origem das coisas mas sim a determinação que damos para ela...

Editor disse...

A Paz, Gostaria de Convidar você a participar da Votação!!

O 1° Concurso de Bandas Gospel Independetes Via Blog CLIP GOSPEL MUSIC
esta na Final e você pode votar e eleger a banda vencedora!! Entre Participe!!

(Do dia 08/03 A 15/03)

www.clipgospelmusic.blogspot.com

Deus te abençõe

Anônimo disse...

A Paz do Senhor. Gostaria de convidar a vc, dono deste blog e a todos os seus leitores a conhecerem o SMSBless.
http://www.smsbless.com.br

É um site evangelístico onde a pessoa cadastra seu número de celular e passa a receber versículos bíblicos gratuitamente via torpedo.

Temos sempre uma promoção onde os cadastrados concorrem a presentes.

Além disto, para quem tem um site ou blog cristão e adicionar nosso selo com link para o site, também concorre a prêmios.

Não deixe de participar e de divulgar nosso trabalho.

Jesus nos abençoe

Suzana Sotero disse...

Bom Diego, esse tipo de assunto causa muita polêmica, mas o que podemos fazer mesmo é orar pra saber como devemos nos comportar em todas as situações pq senao andaremos alienados e ou, como vc mesmo disse vamos pirar.
Nao estamos mais debaixo da lei e sim da graça, mas mesmo assim nem tudo convém.
otimo texto amigo.
abração.

Diogo disse...

[b]Ide...
Somente IDE...

Faculdade de Teologia disse...

O seu Blog está de Parabéns!

abs!